A Iron Consultoria foi fundada em 21 de abril de 1987 numa reunião realizada no restaurante  Blue  Lave  em  Jundiaí,  na  presença  dos  colegas  de  trabalho Ibsen, Roberto (eu), Osmar e Nelson. Não preciso explicar de onde surgiu nosso nome. Outros colegas também foram convidados a participar desse projeto porém não se entusiasmaram e não compareceram.

Não foi a realização de um sonho como ocorre com muitas outras empresas, a Iron nasceu naturalmente como fruto do nosso trabalho e de nossas ambições ao identificarmos a carência no mercado de consultoria da nossa área de especialização.  Vínhamos de multinacionais onde trabalhamos durante muitos anos sempre em Engenharia de Produção com bastante conhecimento e experiência em organização, movimentação de materiais, logística, cronoanálise, produtividade e qualidade.

Começamos o planejamento e execução do que era necessário para constituir a empresa fisicamente e formalmente, e em 22 de abril de 1988 a Iron já estava constituída. Já nesse ano, só eu e o Osmar permanecemos como sócios da empresa, os demais desistiram, não sei se por não acreditarem ou optarem por outros caminhos.

Durante esse período já tínhamos nosso primeiro cliente, e com ele nosso primeiro problema porque não tínhamos ainda conseguido emitir talão de nota fiscal e o cliente exigia. Vencemos essa etapa mas com muito trabalho e paciência, afinal o primeiro cliente era de suma importância principalmente nesta fase, portanto não medimos esforços.

Montamos nosso escritório na Vila Mariana, adquirimos nossos móveis, elaboramos um contrato de aluguel referente a uma sala, começamos a nos equipar numa época muito difícil financeiramente pois vivíamos a hiperinflação do governo Sarney, por volta de 80% ao mês, mas foi em 1991 que surgiu a primeira e grande crise da nossa história, o plano Collor.

Na época já tínhamos alguns clientes e acabávamos de adquirir uma máquina de escrever elétrica da marca Ollivetti modelo Paxis 20 em três prestações e mal tínhamos pago a primeira prestação e nos vimos com apenas R$ 50,00 na nossa conta. Parecia os dias que vivemos hoje com a pandemia do coronavírus, porque tínhamos que negociar o aluguel, as prestações da máquina de escrever e com nossos clientes que também viviam problemas financeiros. Resultado, suspendemos nossas atividades por aproximadamente 4 meses, mas os problemas não terminaram aí, o Osmar não resistiu à crise e saiu da empresa.

Nossa empresa era uma sociedade limitada de pequeno porte e tinha que respeitar a respectiva legislação que não permitia um único sócio. Eu tinha que encontrar um novo sócio, tarefa que não era fácil porque a Iron era muito nova e os futuros sócios tinham que ser do nosso ramo e confiar no nosso projeto.

Foi assim que o Cristian Welsh e o Tomás, com quem eu já tinha trabalhado, adquiriram as cotas do Osmar. O Cristian no início era só investidor, eu e o Tomás trabalhávamos full time na Iron.  Mas continuávamos em plena crise e tínhamos que conquistar novos clientes, tarefa difícil pois não havia dinheiro no mercado.

Trabalhamos muito com propaganda e marketing, realizamos muita mala direta, telefonemas (hoje conhecido como call center), visitamos empresas, viajamos, começamos fazer networking participando de diversos eventos. Depois de muito trabalho conquistamos um novo cliente através dos conhecimentos e contatos do Tomás e assim retomamos nossas atividades. Importante salientar que o grande aprendizado desta crise foi reconhecer a importância da área comercial, abrangendo as atividades de divulgação, como um dos principais pilares de uma organização. Sem ela nada acontece.

Mais uma vez nova mudança, o Tomás se desligava da Iron de maneira que permanecemos apenas eu e Cristian, que adquiriu a participação do Tomás, agora com dedicação exclusiva à IRON.

Embora a Iron tenha sido criada com objetivo de organização empresarial, nosso foco no início se restringia à melhoria da Produtividade e Qualidade. A nossa grande chance apareceu com as Normas da ABNT série ISO 9000 por volta de 1994.

Começamos uma nova fase de estudos, entender o que eram as Normas ISO 9000, sua implementação, auditorias, treinamentos e a conquista de novos clientes interessados nesses produtos. Então surgiram dois novos personagens, o Engo. Prof. Roberto Marinho da Fundação Vanzolini que foi meu colega de faculdade na FEI e a Enga. Regina Squarzoni que também foi minha colega de faculdade e minha esposa, ambos dedicados à Qualidade Total e às Normas ISO 9000. Foi nessa época que a Regina se incorporou à sociedade.

A Regina vinha da área de telecomunicações e trouxe através dos seus contatos, nosso primeiro cliente para implantarmos o sistema de gestão da qualidade baseado nestas normas. A Regina também foi responsável pela ampliação dos nossos negócios por mostrar rapidamente sua habilidade em aproveitar seus contatos nesta área, que estava em expansão.

Foi um período de muito aprendizado, em todos os sentidos. O Prof. Marinho com conhecimentos das normas, a Regina com conhecimento em telecomunicações e Qualidade Total pois havia feito cursos com Prof. Falconi, expressivo nome da Qualidade Total, e várias publicações. Após longo período de trabalho e aprendizado, conseguimos a certificação para as Normas ISO 9000 para nosso primeiro cliente através da certificadora Fundação Vanzolini.

A partir daí, apesar das dificuldades, a Iron conseguiu se desenvolver, sempre pautada na ética, na honestidade, na transparência, na competência e na qualidade do nosso trabalho, bem como na constante atualização sobre Sistemas de Gestão. Fomos certificados pelo IBCO Instituto Brasileiro dos Consultores de Organização. Nossos Engenheiros Consultores foram certificados pelo ICMCI International Council of Management Consulting Institutes com o título de CMC Certified Management Consultant através do IBCO. O Cristian conseguiu muito prestígio no IBCO participando ativamente das atividades do instituto chegando a ocupar a presidência da entidade por vários mandatos. Em 2017 o Cristian assumiu a direção da Iron.

Nesses 33 anos de história tivemos inúmeros clientes em diversas áreas como indústria metalúrgica, indústria automobilística, indústria têxtil, confecção, indústria moveleira, indústria de plásticos, indústria da construção civil, indústria de alimentos, indústria agropecuária, serviços bancários, serviços de telecomunicações, serviços de saúde, serviços de engenharia, serviços de monitoramento de veículos, serviço de prestação de serviços ao consumidor, call center  entre outros  

Atravessamos com muita paciência e competência outras crises governamentais nacionais e internacionais como as de 2008 e 2015. Atualmente vivemos a pandemia do coronavírus que igualmente desponta como uma grave crise financeira. Com a ajuda de Deus e a força do nosso trabalho também haveremos de superá-la.

Não foi fácil completarmos 33 anos de vida e com orgulho comemoramos esta data com sensação de que realizamos o melhor possível

Parabéns a todos que diretamente ou indiretamente contribuíram para atingirmos esta marca.

Roberto Squarzoni

Fundador da Iron Consultoria

Compartilhe nas suas redes sociais:

Perfil do Colunista

Cristian Welsh Miguens
Cristian Welsh Miguens
Cristian Welsh Miguens foi Presidente do IBCO-Instituto Brasileiro dos Consultores de Organização e Delegado diante do ICMCI; é sócio Diretor da IRON Consultoria; foi Professor da Escola de Negócios da Universidade Anhembi Morumbi em São Paulo.